Cláusula trava acordo entre sindicato e empresas de transporte coletivo da cidade

Uma cláusula travou o acordo entre Sindicato dos Motoristas de Marília e Região e as empresas responsáveis pelo transporte coletivo na cidade. A expectativa é que um novo documento, sem o item, seja redigido e assinado até amanhã (8).

Na sexta-feira, representantes da Grande Marília e Sorriso de Marília enviaram um documento oferecendo aumento de 9% nos vencimentos dos cerca de 600 funcionários, além de reajuste no tíquete-alimentação, de R$180,00 para R$200,00. A proposta foi considerada positiva pelo sindicato, que a aceitou.

“Ficamos satisfeitos com o que foi apresentado, porém ainda não assinamos o acordo por causa da cláusula no contrato que dá uma comissão no salário e também no tíquete-alimentação aos motoristas que exercerem a função de cobrador. Como o sindicato é contra esse acúmulo de função, adiamos a assinatura”, explica o presidente do órgão, Moacir Baldicera.

De acordo com o dirigente, o sindicato entrou e m contato com o setor jurídico das empresas de transporte e solicitou que um novo contrato, sem a cláusula em questão, fosse redigido. Ainda segundo ele, a expectativa é que o novo documento seja assinado até quarta-feira.

Caso o acordo entre as partes seja realmente fechado, o Sindicato dos Motoristas de Marília e Região encerrará o ciclo de negociações garantindo ganhos reais a todos os trabalhadores do setor. Até então, o órgão já havia fechado com a Transjacto, Santo Antônio Turismo, Transmar, Magetur e José Carlos da Silva, responsável pelo transporte coletivo em Pompeia, garantindo aumento de 10% no salário dos trabalhadores. Já os trabalhadores da Raptur,que opera o transporte coletivo de Garça, terão reajuste de 9% nos vencimentos de 10% na PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Procurada ela reportagem do Jornal da Manhã, a assessoria de imprensa das empresas de transporte coletivo Grande Marília e Sorriso de Marília informou que elas somente irão se manifestar após a assinatura do acordo entre as partes.

Fonte: Jornal da Manhã, 7 de julho de 2015.

20150707052401

%d blogueiros gostam disto: